4 habilidades da inteligência emocional

24 de novembro de 2017 sem comentários Colégio Flecha Categorias Educação, Ensino Fundamental II

Você consegue identificar as suas emoções com facilidade? E os seus filhos? Você sabe quando eles estão bem ou não? Como saber a respeito disso? Parece difícil, não é? O psicólogo estadunidense Daniel Goleman criou o conceito de inteligência emocional exatamente para te ajudar nessas questões.

Veja abaixo quatro habilidades que vão te ajudar a melhorar a sua percepção com as próprias emoções e com as das pessoas à sua volta. É agora a hora de aprender a melhorar a sua vida e da sua família.

1. Autoconhecimento emocional para saber lidar com as situações

A primeira habilidade que você precisa ter é a do autoconhecimento emocional, mas o que quer dizer isso? Para Goleman, o ser humano precisa conhecer a si mesmo, suas emoções, vontades e desejos para poder ter controle sobre eles.

Muitas pessoas acham que conhecem o que sentem, mas podem estar completamente enganadas. Esse tipo de habilidade se conquista com auxílio profissional, meditação, reconhecimento e humildade para entender e aprender sobre si mesmo. Seja verdadeiro com você!

2. Controle emocional para ser dono de si mesmo

O controle emocional é talvez uma das mais difíceis habilidades que você deve aprender. Isso porque entender e saber controlar tudo o que se sente não é nada simples. Para isso, é preciso muito exercício e o seu autoconhecimento já tem que estar em pleno funcionamento.

O exercício principal é sempre que uma emoção forte aparecer, agir com a razão. Puxá-la lá de dentro e colocá-la no meio da forte sensação que tem. É difícil no início, mas com o tempo você vai conseguir controlar isso e ter mais poder sobre si mesmo.

3. Automotivação para a inteligência emocional

O nome automotivação também pode ser trocado por resiliência. Ele significa exatamente a sua capacidade de se manter sempre motivado, independente da situação que estiver enfrentando. É acreditar que o seu fracasso atual é, na verdade, uma experiência para algo melhor que virá depois.

Pense no que te deixar motivado, no que te faz agir positivamente. Assim, você vai conseguir transformar as dores em superação e oportunidade.

4. Empatia para ser uma pessoa melhor

É um dos sentimentos mais nobres que uma pessoa pode ter. Apenas com a empatia que você vai entender, por exemplo, o que passa na cabeça de uma criança ou adolescente. Colocar-se no lugar do outro é uma habilidade para poucos, mas que transforma vidas.

A ideia é que você consiga entrar de cabeça nos sentimentos da outra pessoa e racionalmente conseguir voltar ao seu corpo e decidir o que é melhor para a vida dessa pessoa. A empatia precisa ser treinada diariamente para que você jamais esqueça da importância dessa habilidade para que não apenas você seja uma pessoa melhor, mas o mundo também.

Além dessas habilidades, é preciso também que a pessoa tenha sempre interações sociais fortes e intensas com famílias e amigos para poder entendê-los cada vez melhor.

Se gostou deste texto, compartilhe-o com seus amigos nas suas redes sociais e mostre para eles como ser uma pessoa boa para si próprio e para toda a sociedade. Keith McGill Authentic Jersey